quinta-feira, 12 de julho de 2007

L.Shankar - Touch Me There (1979)

Lakshminarayana Shankar nasceu na Índia, no berço de uma respeitada família de tradição musical. Caçula de seis irmãos, com apenas três anos de idade já era capaz de compreender as complexas linhas das antigas composições indianas, dois anos depois iniciou os estudos com o violino e com apenas sete anos fez a sua primeira atuação pública em um concerto num templo do Ceilão. Após a adolescência foi para os EUA estudar etnologia musical na Wesleyan University. Muito interessado em fazer uma ponte entre a tradição musical oriental e ocidental, Shankar encontrou nos EUA o parceiro ideal para seus projetos, ninguém menos que o virtuoso guitarrista inglês John McLaughlin que estudava veena (nome está em inglês, porque não faço a menor idéia de como se chama isso em português), um antigo instrumento de corda indiano no conservatório de Connecticut. Uma grande amizade e afinidade musical surgiram entre os dois e eles fundaram um grupo chamado Shakti, lançando três ótimos álbuns: Shakti (1975), A Handful of Beauty (1976) e Natural Elements (1977). A essa altura Shankar já não era mais um desconhecido e o nome Lakshminarayana, acabou virando Leon ou simplesmente L. Shankar, como aparece na maioria dos seus créditos. Com o fim do Shakti, ele assume o lugar de Jean-Luc Ponty, tocando violino elétrico por um curto período na banda de Frank Zappa. A breve convivência foi suficiente para Zappa produzir o primeiro trabalho solo de Shankar. E assim nasceu este Touch Me There, um disco onde Zappa não se limitou somente a produzir, sendo também autor das letras sob o pseudônimo de Stucco Homes. Esta parceria gerou uma das minhas músicas favoritas: “Dead Girls of London”. Na verdade, a versão original (que é a deste disco) só cheguei a conhecer recentemente, mas há uma outra gravação em um bootleg, cujo vocal é creditado ao Van Morrison (não há confirmação disso) que é simplesmente demais! Não me lembro bem, mas acho que essa versão pirata nunca foi lançada oficialmente. Outro grande momento deste Touch Me There é a instrumental “No More Mr. Nice Girl” também de co-autoria do Zappa. Se bem que, todas as instrumentais deste disco são ótimas, minhas reservas ficam por conta da música título e “Knee Deep in Heaters”, mesmo sabendo que o velho Frank fez as letras, elas não me caem bem, creio que é a voz em estilo indiano de Shankar que me causa a estranheza. Depois dessa gravação Leon Shankar trabalhou com muita gente do primeiro escalão musical do nosso planeta como Peter Gabriel, Jan Garbarek, David Byrne, Pete Towshend, Eric Clapton, Phil Collins, Yoko Ono, Sting e o nosso mutante Sérgio Dias.







Touch Me There
Is a 1979 album recorded by Lakshminarayana Shankar (credited as "Shankar") and produced by Frank Zappa, who wrote all of the lyrics and cowrote the instrumental No More Mr. Nice Girl.The lyrics for the album's opening track, Dead Girls Of London were originally supposed to be sung by Van Morrison, but since Morrison was signed to the Warner Bros. Records record label (whom Zappa was suing over his proposed 4-LP album Läther), Zappa was unable to release the song with Morrison's vocals, and so they were re-recorded (this early version did appear on Frank Zappa bootlegs, such as Another Cheap Aroma). [1]In the final version of the song, the lyrics are sung by Zappa and collaborator Ike Willis. Vicky Blumenthal provides the chorus on Dead Girls Of London, Knee-Deep In Heaters, and No More Mr. Nice Girl, while Jenny Lautrec sings the lyrics to the album's title track, Touch Me There, and Shankar himself sings the lyrics to the album's final track, Knee-Deep In Heaters.The album was reissued on CD by Barking Pumpkin Records in 1992.







L.Shankar - Touch Me There

9 comentários:

Kif Noon disse...

Veena, o instrumento indú, em português é Vina.

woody disse...

Obrigado pelo esclarecimento!
Eu já desconfiava que seria algo assim, mas não queria chutar para não fezer ridículo. Valeu Kif!

hermanthegerman disse...

Thanks, have been looking a long time for this album

GRAVETOS & BERLOTAS disse...

Assisti, esse magricela baixinho alive com McLaughlin. O FDP arrasa!
Abrações,
Edson d'Aquino

woody disse...

Pô eu também, só que aqui em Sampa é claro. Foi no ginásio do Canindé (aka Portuguesa), teve Egberto Gismonti na abertura, só que a acústica do ginásio era uma merda, tanto que já fazem muitos anos que não se faz shows por lá e é melhor que continue assim.

Brad disse...

Thank you! It'll be nice to have this one back in the collection.

Creedance Kiddo disse...

Frank Zappa é um dos meus artistas prediletos e agradeço a postagem deste disco que tem a participação do grande mestre. Ofereço aqui algumas informações complementares, a título de curiosidade geral. L. Shanker tocou com Frank Zappa pela primeira vez como participação especial ao vivo em Berlim em setembro de 1978. depois se reecontraram em Nova York durante o show de Halloween no Palladium (31 de outubro) daquele mesmo ano. Material desta participação pode ser encontrado no You Can't Do That On Stage Anymore Vol.6 nas faixas Thirteen e Take you Cloths Off When You Dance.

Em janeiro de 1979, Zappa estava em Londres para produzir e gravar o primeiro álbum de L. Shanker que se chamaria Touch Me There. As sessões foram realizados no Advision Studios com overdubs realizadas posteriormente em Nova York no AIR Studios (que pertence a George Martin, famoso produtor e arranjador dos Beatles). O disco foi lançado nos Estados Unidos pelo novo selo Zappa Records e distribuido pela Polygram, porém no resto do mundo saíria pela CBS.

A banda consiste em:

James Lascelles - teclados
Phil Palmer - guitarra
Dave Marquee - baixo
Simon Phillips - bateria

Os vocais são como mencionados no txt anexado ao seu arquivo rar.

Era só isso Woody que queria acrescentar.

Abração,

- Creedance

woody disse...

Creedance,
sua colaboração foi preciosa, também, sou um grande fã do Zappa e em breve estarei postando aqui uma série de discos que poucos viram e ouviram. Nenhum deles é oficial, obviamente.

Grande abraço,
WOODY

Anônimo disse...

Invalid Quickkey. This error has been forwarded to MediaFire's development team.