quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Laing, Hunter, Ronson, Pappalardi - The Secret Sessions [1978]



Foi lá no Chris Goes Rock’s, um blog praticamente dedicado ao rock dos anos 60 e 70, que encontrei esse disco que chama muita atenção pela grandeza das estrelas envolvidas nesse projeto encabeçado por Corky Laing baterista do Mountain e West Bruce & Laing, em parceria com o guitarrista Ian Hunter (Mott The Hoople), Felix Pappalardi (Mountain e produtor do Cream) e Mick Ronson (David Bowie e Mott The Hoople). O disco ainda conta com a participação especial de Eric Clapton, Dickey Betts (Allman Brothers Band), Leslie West, John Sebastian e Todd Rundgren. Com essa constelação de astros do rock era para ser um disco fantástico. Mas nem sempre uma seleção de craques garante o melhor resultado e este é caso aqui, no entanto, está longe de ser um fiasco, tendo bons momentos como na faixa “Silent Movie”. Putz! Foi a primeira vez que eu ouvi algo interessante com o John Sebastian. O tal do Rundgren, outro que nunca me desceu, também se saiu bem em “The Best Thing” e “The Outsider” ao lado de Leslie West, que também está em “Lowdown Freedom” outra música boa do disco. “On My Way To Georgia” que conta com a participação do Clapton, é uma das melhores, só que, na verdade ela não faz parte desse projeto, foi colocada aí como bônus, trata-se de uma faixa do disco solo de Laing: Makin' It On The Street (1977). Enfim, não era o grande disco que eu imaginei quando bati os olhos pela primeira vez, mas não deixa de ser um trabalho interessante ou mesmo uma curiosidade, portanto achei que merecia um post. Agora vocês ouçam aí e tirem suas próprias conclusões.





Laing, Hunter, Ronson, Pappalardi - The Secret Sessions


In 1978 Corky Laing (of Mountain), acting on a suggestion from his record company, put a "supergroup" together featuring himself (drums/vocals), Ian Hunter (ex Mott The Hoople) on keyboards/vocals, Mick Ronson on guitar and Felix Peppalardi (Mountain) on bass. They started recording, but shortly after the record company lost interest and funding stopped. The sessions were completed at a different studio, but remained in the can, until now. The CD opens strongly enough, with the superb Easy Money, but soon descends into ordinaryness. Although all the tracks are complete versions, they sound rushed or demo-like, with little standing out, apart from a brilliant, lengthy version of The Outsider, which of course Ian recorded for his Schizophrenic album. The CD is filled out with two tracks from Corky's 1978 solo album, perhaps because originally once funding had stopped there wasn't the time or money to record a full album's worth of material. In summary, a CD mainly of historical interest only. Ian Hunter completists will want it, ditto Corky Laing/Mountain fans, but I doubt if the casual fan would be persuaded to part with his cash.
From Hunter-mott.com


[*]

12 comentários:

Miguel disse...

Bão demais buddy woody, melhor é voltar p aqui meu amigo!

Abraços, Miguel

Sergio disse...

Woody, vc já ouviu o último do Todd Rundegren (ARENA) 2008? Cara, achei um belo disco de roquenrou! Algumas músicas chegando a lembrar AC/DC até. Faz tempo q baixei - logo quando saiu, aliás...

Daí q, lendo essa postagem e os seus senões, lembrei-me do álbum em questão. Sua opinião abalizada me interessa. Se não conhece, procure. Se não achar me peça.
Valeu!

woody disse...

Não Sérgio, eu nunca ouvi esse do Todd Rundegren, faz muito tempo que parei de tentar achar alguma coisa dele que eu gostasse apesar de ver neguinho falando bem de muitos discos dele. Já ouvi vários, inclusive aqueles apontados com várias estrelas pelo AMG, mas nunca consegui gostar de nada. Já que vc está recomendando, vou procurar ouvir esse e dar uma nova chance para o tilzinho.

Abraço,
WOODY

Sergio disse...

Brodi, tbm nunca cheguei nem perto de ser fã do padrasto da Liv Tyler. Mas esse ARENA me surpreendeu bastante. Só comentei aqui, aliás, pq, imaginava q vc idem, idem. Vá e veja se, no mínimo, não vale uma orelhada.

Ps.: adoro a adocicada "I saw the light". Mas aí, acho q até o João Gordo na sua faze mais Ratazana do Porão, tbm gostava.

Sergio disse...

fase

Sergio disse...

http://www.4shared.com/account/file/88352830/70b3e089/Todd_Rundgren__Arena__2008.html

Taí Woody. Te mandei por emeio mas acho que dá pra espalhar. Tirando alumas popices aqui e ali, é um bom disco de roqunrou.

woody disse...

Sergio,
ouvi mais de uma vez e não gostei. Na verdade até que não é ruim, mas a impressão que me dá é que, depois de velho, o Todd resolveu apelar para um R&R mais radical já que aquelas babas que ele fazia para faturar não estão colando mais. Aí o cara grava músicas a la AC/DC, Robin Trower, Faces... que é para ver se emplaca numa de dinossauro do rock. Para mim isso tem cheiro de "embromation" to try a "faturation". Se é que vc me entende!?
De qualquer forma, obrigado pelo envio do link. Tá valendo!

Abraço,
WOODY

Sergio disse...

É, quem sabe sabe. Eu só gosto. Algumas músicas gostei muito e me supreenderam. Como disse, achava, fora algumas baladas, o Todd, bem chatinho. Por isso a surpresa. É um disco totalmente diferente do estilo dele. Mas teu argumento é super válido, mesmo.

woody disse...

Então Sergio,
é como eu comentei, o disco em sí, não é ruim e tem momentos muito bons, se não eu soubesse que era o Rundgren, teria curtido mais, mas esse fato fez a diferença e a coisa ficou com cara de embromação. No entanto não podemos tirar o crédito de que o Rundgren fez um bom disco. Ponto para ele! Vou até rever alguns discos do cara, posso estar sendo injusto com o cidadão. Aliás toda essa nossa conversa em torno do disco, pode até gerar um post, mesmo eu desconfiando do trabalho.

Abraço,
WOODY

Jobe disse...

I saw this years ago but never bought it. After reading your review I'm glad I did'nt. But now I will check it out. Thanks

margarete disse...

olá Sergio, queria saber se vc tem outros cds do Todd, o Liars por exemplo.
Tem como vc me passar, por favor
eu amo esse cara!!! Please....
Margarete

woody disse...

Margarete,
se vc quer uma resposta acho que deve falar com o Sergio lá no Sergio Sônico, que é o blog dele, porque por aqui ele só aparece de vez em quando e seu comentário pode passar batido. De qualquer forma vc é sempre bem vinda nessa casa tb.

Abraço,
WOODY