terça-feira, 17 de junho de 2008

Cosmosquad - Live at The Baked Potato [1997]



Esta foi uma das muitas bandas que conheci aqui na internet. O trio é natural de Phoenix, Arizona-USA, no entanto, atualmente vive na Califórnia. O som deles é um fusion pesado, que tende muito mais ao rock do que pro jazz, recebendo a minha mais alta recomendação para quem curte esse tipo de música. O Cosmosquad está na ativa desde 1997, mas lançou poucos discos, uns quatro ou três, creio eu, e se não me falha a memória, Live At The Baked Potato é o segundo disco deles, gravado em Los Angelis, no dia 28 de fevereiro de 2001. O grupo formado por Jeff Kollman (guitarra), Barry Sparks (baixo), Shane Gaalaas (bateria), teve uma atuação memorável apresentando um repertório que traz composições do auto-intitulado álbum de estréia (1997), do futuro disco Squadrophenia (2002), e do CD solo de Kollman, Shedding Skin (1999). Neste primeiro (e único, até o momento) registro oficial ao vivo, a banda demonstra que funciona tão bem no palco, quanto nos trabalhos em estúdio, detonando em músicas como “Fat, Mean & Nasty”, “My Guitar Gently Screams”, “Funk N’ Eh” e também na homenagem a Jason Becker, “Jam For Jason”. O disco só não é perfeito porque peca na masterizasão e finalização da edição. Seria um excelente bootleg, mas para um lançamento oficial deixa um pouco a desejar. Parece que eles simplesmente gravaram, deram um tapinha no estúdio (se é que fizeram isso) e pronto. Faltou um acabamento melhor, uma edição mais esmerada e uma filtragem dos ruídos externos, mas a performance é do caralho!
Fonte -> texto de Thiago Sarkis publicado em 04/11/04 no site Whiplash!







Cosmosquad - Live at The Baked Potato


Live At The Baked Potato features the Cosmosquad trio in a club setting on one February evening in 2001, delivering dynamic material from their CDs "Cosmosquad", "Squadrophenia" and guitarist Jeff Kollman's solo CD "Shedding Skin". An all-instrumental set awaits fans of the galactic band, with funky outbursts giving way to dark, hypnotic grooves, spastic madness meeting ethereal beauty, and African tribal flavors intersecting with melodic flurries. If you are unfamiliar with the guitar work of Jeff Kollman, this live set is a great introduction - over 78 minutes of superb musicianship - and you'll definitely be juiced enough to get the other 9 or 10 titles in Kollman's ever expanding discography. Instrumental Guitar (Electric (Heavy)/Fusion), total running time, 59:42
Review -> by Guitar Nine






Cosmosquad - Live at The Baked Potato


18 comentários:

Anônimo disse...

Bom dia, Woody
Essa banda é desconhecida para mim, mas como você disse que ela soa mais para o rock, e ainda tem pegada ao vivo, vou nessa.
Grato pelo post. Depois de ouvir, volto para comentar.
Abraço. Lelo.

woody disse...

Se vc gosta de fusion pesado, vai curtir o som dos caras, se gostar procure pelos álbuns de estúdio.

Te dou de lambuja o mais recente Acid Test de 2007:
http://rapidshare.com/files/56653629/Cosmosquad_-_Acid_Test_-2007.rar

O resto vc acho nos blogs sem muita dificuldade.

Abraço,
WOODY

Anônimo disse...

Woody,
Muito boa essa banda. É um excelente trabalho. Há espaço para se ouvir a excelencia de todos os instrumentistas. Muito entrosamento, criatividade e alternância de ritmos. Vale cada segundo gravado.
Vou atrás do Acid Test agora mesmo.
Quem gosta de contrabaixo bem claro, inclusive fazendo melodia, bateria nervosa, estilo Portnoy, guitarrista melódico e nada repetivivo, pode puxar.
Abraço. Lelo.

Guille y Pablo Fuciberti disse...

Buen día Woody, ante todo felicitarte por el trabajo que desarrollas en el blog y alentarte a continuar, te quería comentar si podes reparar el link ya que me dice que File does not exist, gracias y un saludo desde Argentina
Pablo

woody disse...

Pablo,
Estou sendo sabotado por um pendejo de mierda! El link será reparado.

Saludo,
WOODY

Guille y Pablo Fuciberti disse...

Woody, evidentemente hay personas que no tienen otra cosa para hacer y le complican las cosas a otras que hacen conocer estos músicos que sin personas como vos no serían posible,gracias y si no es mucho pedir cuando tengas un tiempo podrás solucionar el link del album de Omar Kent y Jimmie Vaughan que según me comentaron está muy bueno,saludos.Pablo

Moonchild disse...

hi there, it's me, amadeus from the http://dcshare.myblog.de/ ... wanna link my new other blog? its about spiritual music etc. ... I linked your blog too :)

my new blog:
http://govindas-dream.blogspot.com/

greetings
amadeus :)

woodstock__1969@web.de

Anônimo disse...

BOA NOITE,WOODY ACOMPANHO O SEU BLOG JA TEM UM TEMPO,TALVES ESTEJE NA LISTA DOS Q NÃO DEIXAM COMENTÁRIOS,MAS ACHO OSEU TRABALHO DE OTIMA QUALIDADE ASSIM COMO ALGUMAS DE SUAS POSTAGEM,PQ CADA UM TEM SEU GOSTO MUSICAL, A SUA POSTAGEM DO MARC FORD FOI OTIMA POIS GOSTO MUITO DOS BLACK CROWES,ESTOU AGUARDANDO VC ARRUMAR A CASA PARA VER ESTE GRUPO COSMOSQUAD.DESDE JA OBRIGADO E Q VC MANTENHA ESTA OTIMA QUALIDADE,POIS VC ASSIM COMO O PESSOAL DO G&B DO QUAL SOU AMIGO,SERES,COLLETICVE SÃO TODOS DO PRIMEIRO ESCALÃO DE QUALIDADE PARABENS.AYRES RIO

woody disse...

Grato Ayres,

o link do Cosmosquad já está funcionando! Aliás, todos os outros tb.

Abraço,
WOODY

Anônimo disse...

Boa banda, no meu ponto de vista algumas pitadas de joe satriani, jean luc ponty alias no meu ver bons musicos, boa novidade para meus ouvidos, valeu WOODY as pessoas q gostam fusion com esta pegada agradece.AYRES RIO.

woody disse...

Ok Ayres,

fico feliz em saber que vc gostou. Particularmente, eu gosto muito, mas sei que não é todo mundo que curte esse tipo de som. No entanto, como eu disse num post anterior: não é para qualquer um mesmo!

Grande abraço,
WOODY

Cristina disse...

Chapei, ô da madeira!
Também, falou a expressão mágica: fusion pesado. Aí, tu me pegou. Se existe um sub-gênero do fusion que se amarro-me é esse aí. Tocam muito -Jeff Kollman é shredder na medida certa- e lembram, em alguns momentos, uma das minhas bandas prediletas: Dixie Dregs.
Só falta o primeirão. Tá se amarrando ou não tem mesmo? Calma...só botando uma pilha.
[]ões

GRAVETOS & BERLOTAS disse...

Putz! Essa Cristina nesse comentário é minha primeira-dama. Na hora de mandar o comentário, não percebi que estava logado como ela. Não tem problema: faço minhas as palavras dela, hehehe. Já consegui quase tudo, Woody. Só faltou o primeirão. Vai rodar na 'paulista'?
[]ões

We're Late For Class disse...

Hey Boogie,

We’re Late For Class here.

We hope you might like to post our 30th release on your blog. It’s dumb and fun and sure to tick somebody off... and it’s called The Jim Morrison Seance Tapes.

Below is a link for the codes to post any & all of The Jim Morrison Seance Tapes on your blog for free (links, cover, FULL Mp3 player, etc). Your readers might enjoy it and we’d get some free publicity for our free music and free blog. Our folks would love you for it... and we also have pictures of sad-eyed puppies, in case we’re forced to send those, too. Drop us a line so we can add you to our “Bloggers Kind Enough To Promote Us Even Though There's Zilch In It For Them” list. We get almost all our traffic from other bloggers so a link would make all of our collective pants happy.

Thanks, as always,
WLFC
http://werelateforclass.blogspot.com

PRIVATE Link for you to get Codes and Links (Don’t post this link please)
http://werelateforclass.blogspot.com/2007/04/codes-for-posting-jim-morrison-seance.html


PRESS RELEASE
July 7, 2008

‘We’re Late For Class’ Jams With Jim Morrison

Via a medium, stoner college jam band We’re Late For Class performed a 14 minute improvisational space jam along with the disembodied voice of Jim Morrison, the late singer of The Doors.

“Why not!?,” said a We’re Late For Class spokesman. “It's cheaper than a living singer, what with classified ads, lodging and alcohol... and besides, you know how lead singers are to deal with.”

It’s entitled The Jim Morrison Seance Tapes and is their 30th. It’s available for free at the band’s blog, http://werelateforclass.blogspot.com

“So you don't think this is just something we slapped together with old recordings and ProTools... (you can hear) the engineer ask Jim for the ‘post-death stuff... the stuff without copyrights,’” the spokesman persisted. “In the end,” he said, ”it went smoother than our Screamin' Jay Hawkins seance.”

The free download also includes a 14 minute instrumental version for those that don’t buy the premise.

contact: werelateforclass@hotmail.com.

woody disse...

Gran Edson!
Ô das berlotas, eu estava até estranhando uma mulher que gosta de um fusion pesado é muito raro, no geral elas não curtem muito esse tipo de som. Cara eu tenho mais um disco deles, além do Acid Test, mas não estou bem certo se é o primeiro ou o segundo, mas se chama só Cosmosquad, então perigas ser o primeiro, vou checar e te aviso.

Abraço,
WOODY

TRIANTAFYLIA disse...

ALGUÉM AÍ NO COSMOSQUAD BEBE NA FONTE DO MARAVILHOSO DIXIE DREGS! EXCELENTE!

NO MÍNIMO, "EPAPO FUNK" DERRUBA O DESAVISADO! ;)

LONG LIVE ROCK AND ROLL!

GRAVETOS & BERLOTAS disse...

Falaê, Woody!
Já tô com tudo dos caras. E fecho com o Triantafylia: pra quem curte Dixie Gregs -e me incluo muito nessa- é um prato cheio.
[]ões

GRAVETOS & BERLOTAS disse...

Nãããããão, Woody, não estou com tudo dos caras. O primeirão, esse que vc tem chamado simplesmente Cosmosquad, veio todo truncado. Agradeceria imensamente o post deste disco. Aproveitando: junto às influências dos Dregs, Cosmosquad adiciona boas pitadas de Al Di Meola fase 'Elegant Gypsy', 'Casino', etc
Pronto! Acabou com o véio!!!
[]ões